Colunistas

Publicado: Sábado, 7 de julho de 2018

O tempo passou, gente!

Crédito: Domínio Público O tempo passou, gente!

QUARENTA ANOS DE MNU. Foi nos degraus da escadaria do Teatro Municipal, em São Paulo, que o Movimento Negro Unificado Contra a Discriminação Racial oficializou a sua existência - início de uma nova fase para a militância negra no Brasil. Era o dia 7 de julho de 1978.

Tempos depois assisti encantada e de olhos arregalados no teatro da PUC, a exibição de um inusitado documentário sobre o tema, dirigido por Jorge Bodanzky. Minha porção africana exultou, juntamente com o meu idealismo juvenil.

Muitas foram as conquistas ao longo das décadas. No entanto observo que a exacerbação toma conta da causa com o patrulhamento ideológico e a incongruência de ações como, por exemplo, o repúdio ao livro "Peppa".

Li a obra. A autora, Silvana Rando, demonstra o preconceito, a sujeição da menina Peppa a ele e, ao final, quando assume FELIZ a sua própria identidade. O livro foi recolhido a pedido da autora.

Pergunto se PRECONCEITO não é o anúncio postado em 03/11/2017 em https://www.facebook.com/anapaulaxonganino? por Ana Paula Xangoni - a que fez uma barulheira infernal por não entender o que lê.

Diz o anúncio: "Help-me: Conhece alguma GRÁFICA de Pret@ que imprima flyers até sexta-feira agora?" ou este: "Oportunidade de trampo: Venha trabalhar com a gente na Mostra de Criadoras em Moda. Procuramos costureiras NEGRAS com experiência em modelagem nos manequim de 36 a 56, para serviço em São Paulo (...)".

O tempo passou, gente! Não é possível atribuir aos outros a própria cegueira.

É tanto mimimi, que faço minhas as palavras do jornalista e escritor Leandro Narloch: "O ativista sabota a própria causa".

Comentários

História & Cotidiano

Katia Auvray

Katia Auvray

Historiadora e escritora. Autora dos livros "Cidade dos Esquecidos - A vida dos hansenianos num antigo leprosário do Brasil" e da coleção infanto-juvenil "Magia da História", sobre a história da cidade de Salto/SP. Também é Mestre Reiki.

Arquivo

20 de julho de 2018

Tributo à judia Ana Rodrigues

13 de julho de 2018

O monge e os Javalis

7 de julho de 2018

O tempo passou, gente!

14 de fevereiro de 2018

Pelo direito de dormir